Atrás dos olhos

De quando encontram os olhos…nOlhos que insistem em olhar.nAtrevem-se a ser vistos por outros olhos.nArriscam-se em atravessar as margens dos Eu´s.nEm direção do outro. Outra existência. Outras diversas existências.n Existe! Resiste!nPersistir em olhar. Estar. Relacionar.nPercorrer os caminhos e chegar.nAo chegar, precisa-se entrar com muita calma.nTrata-se da alma… Do coração de outro alguém.nUm caminho cheio de emoções e situações diversas, etéreas e efêmeras.nSentidos característicos da humanidade.n Existe! Persiste!nExiste humanidade! Vida!nPode pulsar como uma bateria de samba.nPode pulsar como um relógio quase sem bateria.nMas está lá. A luz que vazam os olhos eu penso ser vida.nRazão, emoção, história, tempo, culturas enraizadas, misturadas.nSentidos…

Alta

De alta, ela não tem nada. É pequena, cinco aninhos. O nome dela é Mariana, também conhecida como Menina Maravilha. Ela tem o super poder de sempre nos surpreender com sua alegria. Mariana sempre se interna no Hospital da Baleia para um tratamento, e neste dia quando chegamos ao posto de enfermagem a médica dela nos falou que ela estava de alta, e que era pra gente dar alta pra ela, alta de verdade. Nos deu o documento e tudo. Imagina os palhaços doutores com o documento oficial, da alta oficial. Fomos com expectativa a mil. Batemos na porta, e…

A CHEGADA ELETRIZANTE

E lá se vai Dr. Rabisco para a sua primeira visita no hospital. Colocou seu jaleco, pendurou o pandeiro no ombro, abraçou o parceiro Dr. Mulambo, e foi dada a largada: Dia de estreia no hospital Baleia.nTudo ia tranquilo até o desembarcar de uma carona para o pátio lá de cima. Então, Beatriz e sua irmã, dentro do carro do pai, chamaram os dois besteirologistas. Eles se aproximaram delas com a maior alegria, quando, de repente, foi revelada a onça que tinha dentro do carro. Então, a primeira entrada no hospital foi marcada pela fuga daquele animal feroz, nos pedidos…

Tcharam

Senhoras e senhores, com vocês: a dupla inédita, e nunca dantes vista nas terras da Santa Casa, composta por dois integrantes muito bem afeiçoados. Uma doutora que é puro charme e um doutor indecente, ops! Eloquente. Com vocês, ele com suas habilidades de analisar milimetricamente o coração, que fica do lado esquerdo do peito, ele que não é destro, Dr. Canhoto. E essa, que vos escreve essas tão bem traçadas linhas, especialista em corte e costura, formada na universidade da Vida com seus 1,80 de puro saber, Dra. Zabeinha. Prometemos boas canções, risadas e limpar o prato no almoço. Preparem…